quarta-feira, 31 de julho de 2013

Sombras


Éramos apenas seres isolados
Ilhas de fantasia
Rodeados pelo pó das paredes
Ressecados por memórias
E sedes insaciáveis

Agora

Estamos todos juntos
Unidos por um fio
Uma lâmina virtual

Nossa solidão é compartilhada
Nossa solidão se desprende pelo mundo
Pelos cabos
Pelas fibras ópticas

Mas seguimos com ela
Falsamente completos pelo outro

Outro

Este, que não existe
Que não passa de uma sombra
Que julgamos estar viva.

(Lucas Barroso)