sexta-feira, 19 de julho de 2013

Meus livros e nada mais...

Cada vez que olho a minha estante penso em quanta coisa boa me deparei ultimamente. E quanta coisa tenho na fila para ler.Lógico, também tem alguns que deixei pelo caminho (Confraria de Tolos, Joana a Contragosto, A Estratégia de Lilith...). Não sou de forçar a barra, se não deu liga, eu abandono, largo de mão. Talvez, volte a eles outra hora... Mas puxando pela memória (que só presta pra isso!), esses foram os mais marcantes.

  • No Rastro de Chet Baker - Bill Moody (romance policial, recheado de jazz. Não é necessário dizer mais nada)
  • Lágrimas na Chuva - Sérgio Faraco (livraço de memórias do escritor que viveu na Rússia Socialista, na década de 60, vale muito e tem versão pocket pela LPM)
  • Vida - Keith Richards (Autobiografia. Rock passado a limpo e sem frescura)
  • Biografia Carlos Imperial - Denilson Monteiro (história do maior gênio-cascateiro do meio cultural brasileira. Tudo o que o Nelson Motta acha que é)
  • Mulheres - Bukowski (O velho Buk a R$ 5 mangos! Vi numa banca e comprei. Obrigatório!)
  • Sonhos de Bunker Hill - John Fante (a última história do maior de todos os escritores que viviam suas histórias. Aliás, ele inspirou o velho Buk...)
  • Jesus Kid - Lourenço Mutarelli (Peguei pela livraria da Folha, não foi muito fácil de achar. Mas valeu cada linha). 
  • Perdidos na Noite - James Leo Herlihy (roubei da casa de praia de uma amiga! O livro que inspirou o clássico do cinema. Muito bom)
  • Quando as Mulheres Saem pra Dançar - Elmore Leonard (Certamente, o melhor livro de contos que já li, um deles gerou toda a série Justfield).